Freira defende a masturbação e bate de frente com o Vaticano


A freira americana Margaret Farley decidiu bater de frente com o Vaticano. Em um livro sobre sexualidade e moral religiosa, ela escreve: a masturbação não é pecado, tampouco o divórcio.

“A masturbação não costuma levantar quaisquer questões morais. É verdade que muitas mulheres têm encontrado grande benefício nesse tipo de prazer, o qual, por sinal, serve para manter relacionamentos, em vez de dificultá-los”, escreve a freira — algo que os casais não religiosos já sabiam faz muito tempo.


A questão ganhou as manchetes internacionais quando o Vaticano se pronunciou sobre o livro. O recado de Bento 16 foi claro, todo católico deve encarar “a masturbação como um ato de desordem grave”.

A posição oficial da instituição religiosa é alvo de críticas nos Estados Unidos, pois não dá conta das mudanças ocorridas na sociedade. Ferley já é considerada capaz de iniciar uma pequena revolução na igreja.

Você concorda com a freira?

12 comentários:

  1. Se a freira for bonita igual a moça dessa foto.. naum precisase masturbar naum .. manda ela aqui pra casa ...

    ResponderExcluir
  2. agora padre pegando criança pode...

    ResponderExcluir
  3. O Vaticano agora faz parte do "eixo do mal" correndo o risco de ser invadido pelas tropas americanas para ser sexualmente democratizado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha Vaticando faz parte do eixo do mal foi boa! XD kkk

      Excluir
  4. Sou católico e concordo plenamente com o que ela diz

    ResponderExcluir
  5. /\ punheiteiro detected

    ResponderExcluir
  6. Padres Pedófilos podem, sem dúvida..."Eixo do mal..." Ri alto aki, óh?

    ResponderExcluir
  7. Pedofilia é um ato livre de pecado oculto enquanto dar-se prazer é condenado?
    kkkk...Que contradição esses ditos católicos e seu clero vivem!
    Não é à toa que Gregório de Matos desde os tempos remotos mandava ver através de sua poesia a aleivosia do clero.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. mandou bem ai heim, e muito coisinhas que nao tem nada a ver querem proibir tanto cobrar tanto que acabem indo contra a propria politica deles. valeu te mais...

      Excluir
  8. concordo plenamente a esse artigo, pois quem nao conheçe cm conseguir prazer, vai acher que e seu parceirro que nao sabe estimulalo, e isso vai acabar em traiçao e arrependimento.

    ResponderExcluir
  9. O problema não é o ato de masturbar
    Mas sim, o vicio em que a pessoa entra e, dificilmente, consegue sair! '-'...
    Que é o meu caso! .-.
    Eu nem sinto mais prazer na masturbação!Por questões religiosas mesmo! P_P...Mas é um vício, parar é hiper dificil! i-i

    ResponderExcluir
  10. uma freira linda como ela caramba até eu

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado depois de moderado